Material de Apoio

 Artigos
 Substantivos
 Demonstrativos
 Possessivos
 Pronomes
 Adjetivos
 Advérbios
 Mais conteúdos [+]

Pratique

 Exercícios resolvidos
 Provas de vestibular
 Simulados on-line
 Atividades

Ajuda

 Laifis de Espanhol
 Área dos Professores
 Tradutor de palavras
 Vocabulário básico
 Falsos amigos
 Como se diz?

Entretenimento

 Jogos on-line
 Trava-línguas
 Nomes e apelidos
 Palíndromos
 Piadas

Diversos

 Espanhol pelo mundo
 Curiosidades
 Espanhol x Castelhano
 Poemas
 Signos do Zodíaco
 Hinos
 Personalidades
 Letras de músicas
 Indicação de livros
 Fale conosco

 
Busca Geral

 

- HINO DE CUBA (HIMNO DE CUBA)

Em 1867 o patriota Perucho Figueiredo comp√īs a m√ļsica do hino nacional de Cuba (Hino Nacional de Cuba - La Bayamesa). Um ano depois, em 1868, quando as tropas independistas tomaram a cidade de Bayamo (localizada atualmente na prov√≠ncia de Gramna) o pr√≥prio Figueredo tamb√©m escreveu a letra.

¬°Al combate corred Bayameses,
que la patria os contempla orgullosa;
no tem√°is una muerte gloriosa,
que morir por la patria es vivir!

 


En cadenas vivir es vivir
en afrenta y oprobio sumido.
Del clarín escuchad el sonido;
¬°a las armas, valientes, corred!

 


No tem√°is; los feroces Iberos
son cobardes cual todo tirano
no resisten al brazo Cubano;
para siempre su imperio cayó.

 


¬°Cuba libre! Ya Espa√Īa muri√≥,
su poder y su orgullo ¬Ņdo es ido?
¡Del clarín escuchad el sonido
¬°¬°a las armas!!, valientes, corred!

 


Contemplad nuestras huestes triunfantes
contempladlos a ellos caídos,
por cobardes huyen vencidos:
por valientes, supimos triunfar!

 


¬°Cuba libre! podemos gritar
del ca√Ī√≥n al terrible estampido.
¡Del clarín escuchad el sonido,
¬°¬°a las armas!!, valientes, corred!

Ao combate correi bayameses,
que a p√°tria vos contempla orgulhosa;
n√£o temai uma morte gloriosa,
que morrer pela pátria é viver!
Em cadeias viver é viver
em afronta e opróbrio consumido.
Do clarim escutai o som,
às armas, valentes, correi!
Não temai; os feroses ibéricos
s√£o covardes qual todo tirano
não resistem ao braço cubano;
para sempre seu império caiu.
Cuba livre! Espanha j√° morreu,
seu poder e seu orgulho aonde foram?
Do clarim escutai o som,
às armas, valentes, correi!
Contemplai nossas tropas triunfantes.
Contemplados a eles caídos,
por covardes, fogem vencidos:
por valentes, soubemos triunfar!
Cuba livre! Podemos gritar
do canhão ao terrível estampido.
Do clarim escutai o som,
às armas, valentes, correi!

 

  

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2017 Só Espanhol. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.